sexta-feira, 17 de abril de 2015

50 tons de roxo, Luis Fernando Verissimo



50 tons de roxo
Luis Fernando Verissimo



O Estado de São Paulo
29 Março 2015
-Entre, entre. Me dê o seu casaco.
- Obrigada.
- Se quiser tirar mais alguma coisa...
- Não, estou bem assim.
- Talvez mais tarde.
- Talvez. Lindo, o seu apartamento...
- Eu sei. Além de ser rico e bonito, eu tenho muito bom gosto
- Esse moço pendurado na parede...
- É um sobrinho do Picasso. Comprei em Paris. De hora em hora, ele desce daí para descansar, fazer xixi ou se alimentar. Depois volta para a parede.
- Que luxo.
- Você ainda não viu nada. Vamos passar para a outra sala. A que eu chamo de meu laboratório lúbrico. É onde faço minhas experiências.
- Meu Deus, quantos objetos sexuais!
- Tenho um fornecedor que me manda todas as novidades. Algumas eu ainda nem descobri para o que servem. Este tubo de borracha com a ponta serrilhada, por exemplo. Por enquanto, eu uso para coçar o pé.
- Posso me sentar nesta cadeira?
- Pode. Só cuidado porque...
- Ui!
- Eu ia lhe avisar. Ela é uma Cadeira de Afrodite. Quando menos se espera, sobe um pênis rotativo.
- Eu senti. Você diz que é aqui que faz experiências?
- Sim. Por exemplo: estou no meio de uma pesquisa sobre os efeitos do chicote na pele feminina. Cada pele fica um tom de roxo diferente. Não existem dois hematomas iguais.
- Que coleção de instrumentos!
- Sim, há de tudo. Bolotas japonesas. Garrote francês. Arreios.
- Estas algemas... Eu gostaria de experimentar.
- Fique à vontade. Mas é melhor tirar a roupa primeiro.
- Certo. Posso lhe fazer uma pergunta?
- Claro.
- De todas aquelas mulheres na fila para ver o filme, por que você me escolheu?
- Na verdade, faço a proposta para várias. Digo, "venha comigo e terá experiências muito mais excitantes do que as do livro, e do que as do filme, então, nem se fala. E será ao vivo! A primeira que aceitar, vem. Desta vez, foi você.
- Será que eu vou me arrepender?
- Até agora nenhuma se queixou. Vamos começar com o quê? Faça a sua escolha.
- Hmmm... Eu ouvi você falar em arreios?

http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,50-tons-de-roxo-imp-,1660021
Postar um comentário