sábado, 1 de março de 2014

PASSAGEM FELICIDADE, POR ANTONIO JURACI SIQUEIRA



PASSAGEM FELICIDADE
ANTONIO JURACI SIQUEIRA




Cheguei em Belém em 1976 e no ano seguinte encontrei a “Felicidade” ao comprar uma barraca localizada no meu endereço atual. A partir daí, devido ao intercâmbio mantido com poetas, trovadores e entidades literárias do Brasil e do exterior, a Passagem Felicidade, localizada no bairro da Condor, tornou-se uma das vias mais conhecidas de Belém, sendo cantada em mais de duas dezenas de trovas por trovadores de todo o país. Em 2002, numa reunião da UBT-Maringá/PR, foram escolhidos, entre mais de 400 endereços de trovadores, os 10 nomes mais belos, mais poéticos, tendo a Passagem Felicidade ficado em terceiro lugar. Aqui, algumas dessas trovas e seus autores, sendo que muitos deles já habitam outra dimensão.

O sonho, a alegria, a vida,
passam deixando saudade,
ao passar pela querida
Passagem Felicidade.
– A.A. de Assis / Maringá-PR –
***
Nome de rua até ponho
nos becos desta cidade
mas só pode ser um sonho
morar na Felicidade!
– Alonso Rocha / Belém-PA – (+)
***
Passagem Felicidade,
que felicidade a tua!
Abrigar a majestade:
um rei que a trova cultua.
– Aparecida Mariano de Barros / Jundiaí-SP –
***
Não seja a Felicidade
Passagem evanescente...
Em tua realidade
seja bênção permanente!
– Cícero Rocha / Juiz de Fora-MG – (+)
***
É o trovador da cidade,
o maior que temos cá;
a rua é Felicidade
só porque ele mora lá.
– Leonam Cruz / Belém – (+)
***
Passagem Felicidade
(que belo nome ela tem)
é onde mora a bondade
de um poeta de Belém.
– Miltom Camargo/ Belém –
***
Que Deus, suprema bondade,
faça a tua vida bela
mandando felicidade
para quem já mora nela.
– Milton Sebastião de Souza/Porto Alegre-RS –
***
Fez dona Felicidade,
pois não tinha onde morar,
da tua rua, passagem,
da tua casa, seu lar.
– Orlando Brito /São Luís-MA – (+)
***
Passagem Felicidade
é onde mora o Siqueira.
Deve ser homem feliz,
quer ele queira ou não queira.
– Pedro Tupinambá / Belém – (+)
***
Que impere a felicidade
com toda a sua bagagem
no teu teto, de verdade,
não apenas de passagem.
– Ribeiro Rocha / Xique-Xique-BA – (+)

Passagem Felicidade
na Condor, na casa 100,
um trovador de verdade
faz trovas como ninguém!
– Talma Tavares /São Paulo-SP –

Certa vez, tendo o carteiro da área entrado de férias e seu substituto não sabendo ou não querendo ter o trabalho de procurar, as cartas começaram a voltar ao remetente. Elisa Sebastião, trovadora residente em Curitiba/PR, colocou o envelope devolvido dentro de outro, tornou endereçar à Felicidade 100, e, por fora do mesmo escreveu a trova:
Passagem Felicidade,
a casa é número cem.
Vejam que barbaridade!
Correios diz que não tem!...


Desta vez a carta chegou!
Eu também resolvi escrever uma trova à Felicidade que findou musicada e gravada por Marco André e se encontra no CD e DVD “Beat iú”, de, com o título de “Dilema”.

Morar na Felicidade
traz-me um dilema sem fim
pois não sei se na verdade
moro nela ou ela em mim!...
Postar um comentário