sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

LOUIS ARMSTRONG – O GRANDE MESTRE



LOUIS ARMSTRONG – O GRANDE MESTRE

- What a Wonderful World

Em 1968, o mundo fervilha em grandes e radicais transformações. Em Paris, os estudantes fazem grandes manifestações pelas ruas. Em Memphis, nos EUA, em uma manhã de abril, o líder pacifista Martin Luther King é assassinado. Em meados do ano, mais de 100.000 pessoas saem às ruas do Rio de Janeiro em protesto contra a ditadura militar. A bestialidade humana atingi o seu auge, naquele ano, na “ Guerra do Vietnã “. Nesse cenário bélico, que traria transformações profundas no mundo, Louis Armstrong lançou um libelo pela paz, e foi recebido, já aos 67 anos de idade, como o maior fracasso de sua fabulosa carreira. “ What a Wonderful World “ , não vendeu quase nada nos Estados Unidos, entretanto “ estourou “ na Europa, um mercado mais sensível as artes.
LOUIS ARMSTRONG já tinha a carreira consolidada, com incontáveis sucessos, reconhecido mundialmente como arranjador, instrumentista, músico, cantor, ator, etc...e não precisou do reconhecimento imediato por parte do público para sua nova obra. Pelo contrário,” What a Wonderful World ‘ , no lançamento, foi um enorme fracasso. Menos de 03 anos depois morre Louis Armstrong. A canção consolidou-se mundialmente apenas duas décadas depois de sua morte.
Acima de todas as mudanças culturais e políticas de 1968 ao redor do Mundo, perpetua-se a voz rouca de LOUIS ARMSTRONG, o grande mestre. Todas as tendências, entre elas as culturais e políticas, alternam-se ao sabor das marés, entretanto a voz de Louis Armstrong e os versos e a sonoridade de What a Wonderful World são imortais. .
Que Mundo Maravilhoso
( What a Wonderful World )

Eu vejo as árvores verdes, rosas vermelhas também
Eu as vejo florescer para mim e você
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso
Eu vejo os céus tão azuis e as nuvens tão brancas
O brilho abençoado do dia, e a escuridão sagrada da noite
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso
As cores do arco-íris, tão bonitas no céu
Estão também nos rostos das pessoas que se vão
Vejo amigos apertando as mãos, dizendo: "como você vai?"
Eles realmente dizem: "eu te amo!"
Eu ouço bebês chorando, eu os vejo crescer
Eles aprenderão muito mais que eu jamais saberei
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso
Sim, eu penso comigo... que mundo maravilhoso. .

Retirado de:
Filmes Para Sempre, página do Youtube e publicado no Facebook:
www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=947108035378149&id=347506618671630&notif_t=notify_me_page
Postar um comentário