sábado, 28 de março de 2015

Chiquín na festa, Francisco Vaz Brasil



Chiquín na festa
     Francisco Vaz Brasil




Chiquín queria sair,
viajar, dançar, ir à praia.
Na sexta, ele foi à festa
E, então, caiu na gandaia

Logo, uma correria geral,
Animou então toda a laia,
- Uma gata fenomenal
Na rua, tirando a saia

E no meio daquela praça,
Com pinga e carne na grelha
Chiquín não contou desgraça
E o braço passou n’uma velha

A noite foi e amanheceu
Chiquín porre de dar dó
Tanto fez que se esqueceu,
Da confusão que aprontou
- Foi dormir no xilindró!





Postar um comentário