domingo, 22 de fevereiro de 2015

Romance inédito de Mário de Andrade, HQ, biografias, crônicas e cartas serão lançados - Maria Fernanda Rodrigues - O Estado de S. Paulo



Romance inédito de Mário de Andrade, HQ, biografias, crônicas e cartas serão lançados

 

Maria Fernanda Rodrigues - O Estado de S. Paulo
21 Fevereiro 2015 | 03h 00

Proximidade da entrada da obra do escritor paulista em domínio público, efeméride e homenagem na Flip motivam lançamentos

Às vésperas da entrada da obra de Mário de Andrade em domínio público - em 2016 qualquer editora poderá publicar Macunaíma e Amar: Verbo Intransitivo, entre outros títulos - uma série de livros chegam - ou voltam - às livrarias, e biografias do modernista finalmente começam a aparecer. 

Para aproveitar os últimos momentos de uma obra protegida pela lei de direitos autorais, a Nova Fronteira, responsável, com o Instituto de Estudos Brasileiros (IEB), pelos volumes disponíveis hoje, lança o romance inédito Café, uma coletânea de contos e crônicas e a graphic novel Macunaíma em São Paulo: O Nascimento de um Brasil, com roteiro de Izabel Aleixo e ilustrações de Kris Zullo. Os três ficam prontos para a homenagem que o autor recebe na Festa Literária Internacional de Paraty, entre 1.º e 5 de julho. Antes disso, ainda neste trimestre, são lançados três e-books com estudos de Mário de Andrade: Música de Feitiçaria, As Melodias do Boi e Pequena História da Música

O primeiro lançamento, porém, é da Edições de Janeiro e da Fundação Biblioteca Nacional. Na quarta-feira, dia 25, aniversário de morte do escritor, elas apresentam, no Rio, Eu Sou Trezentos: Mário de Andrade Vida e Obra, do pesquisador Eduardo Jardim. Repleto de imagens, o volume tem, como diz o autor na apresentação, “o propósito de reconstituir a trajetória do poeta e pensador até o momento da sua morte, no ponto em que os impasses com que se deparou se mostraram insuperáveis”. 

Autor de Segredo de Estado - O Desaparecimento de Rubens Paiva, entre outros, Jason Tércio está mergulhado há 10 anos no universo de Mário de Andrade. No momento, ele finaliza a escrita de As Vidas de Mário de Andrade que, imagina, terá 500 páginas. Para facilitar o trabalho, ele chegou a se mudar do Rio para São Paulo. “O diferencial de minha pesquisa é que estou abrangendo nessa biografia a complexa personalidade de Mário e todos os aspectos da sua vida: poeta, ficcionista, crítico literário e de artes, musicólogo, cronista, etnógrafo, fotógrafo, professor de música, colecionador de arte, viajante, epistológrafo, agitador cultural, bibliófilo, diretor do Departamento de Cultura de São Paulo, católico e boêmio”, adianta Tércio. 

A empreitada é grande. “Mário foi um oceano, por isso a maior dificuldade ao reconstituir sua vida é enveredar por diversas áreas e ao mesmo tempo pesquisar a vida de inúmeras personalidades que conviveram com ele e evitar repetir erros de narrativas existentes”, diz. “Outra dificuldade é elucidar as contradições de Mário. Por exemplo, surgiu uma tese de que ele era antissemita. Não é verdade. Também essa história de que ele era homossexual. Não é verdade”, completa. Ainda não há previsão de lançamento ou contrato assinado com editora.

Ainda neste ano, a Edusp e o IEB lançam, pela coleção Correspondência de Mário de Andrade, as cartas trocadas com Lasar Segall, organizadas por Vera Dorta, e com Alceu Amoroso Lima, por Leandro Garcia Rodrigues e coedição da PUC-Rio.

http://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,romance-inedito-de-mario-de-andrade-hq-biografias-cronicas-e-cartas-serao-lancados,1637266
Postar um comentário