domingo, 22 de fevereiro de 2015

Depois de livro, Hilda Hilst é lembrada com exposição em São Paulo, Maria Fernanda Rodrigues



Depois de livro, Hilda Hilst é lembrada com exposição em São Paulo
Maria Fernanda Rodrigues
20 fevereiro 2015 | 20:21 




E mais na Babel: novas biografias de figuras históricas, livro sobre a juventude e o nazismo, a estreia da sul-africana Futhi Ntshingila e da canadense Kathleen McCracken no País, uma obra feita artesanalmente na Índia, etc.

MOSTRA
Depois de livro, Hilda Hilst é lembrada em exposição
Um dos destaques da Ocupação Hilda Hilst, que será aberta no sábado (28), no Itaú Cultural, é a relação da escritora com suas listas – de ideias e palavras rabiscadas quando criava suas obras, tarefas rotineiras, nomes de amigos vivos e mortos, seus cachorros. Algumas delas, como a que pode ser vista abaixo, feita enquanto escrevia A Obscena Senhora D., estarão na mostra ao lado de outros manuscritos, fotos, etc. A cenografia será inspirada na Casa do Sol. Hilda acaba de voltar às livrarias com o volume Pornô Chic – que gráficas católicas se recusaram a imprimir.


BIOGRAFIA
Personagens históricos
A Amarylis reforça seu catálogo de biografias com obras sobre Hitler, Pedro, o Grande, Bismarck, Gorbachev e Beethoven. Os títulos não focam apenas nas curiosidades pessoais, mas também no contexto em que viveram e na ressonância de seus feitos hoje. A primeira, prevista para maio, é Ascensão de Hitler, de Volker Ulrich.

HISTÓRIA
Por falar em Hitler
Crer e Destruir: Os Intelectuais Alemães na Máquina de Guerra da SS Nazista, de Christian Ingrao, sai pela Zahar em março e tenta responder por que 80 jovens promissores escolheram o lado do führer.


CLÁSSICO
Coleção para Plutarco
A Edipro inaugura coleção dedicada a Plutarco em março com Da Educação das Crianças e Do Amor aos Filhos, ambos com tradução inédita e direta do grego por Maria Aparecida de Oliveira Silva, responsável, também, pela apresentação e notas e pelos títulos programados para abril: Como Tirar Proveito dos Seus Inimigos e Como Distinguir o Inimigo do Bajulador.

CRÔNICA
Todas as terças
O escritor Henrique Rodrigues substitui o jornalista José Castello a partir de terça no site Vida Breve, dedicado ao exercício da crônica. Os textos serão publicados semanalmente.

ARTESANAL
Feito na Índia
Criação, de Bhajju Shyam e Gita Wolf, é o próximo título da série feita pela WMF Martins Fontes com a indiana Tara Books. A obra, em tiragem limitada e impressão em silk-screen em papel artesanal, traz histórias de comunidade Gonde, na Índia central, sobre o ciclo da vida.

ROMANCE
O retrato da mulher
Parte superior do formulário

CLÁSSICO
Coleção para Plutarco
A Edipro inaugura coleção dedicada a Plutarco em março com Da Educação das Crianças e Do Amor aos Filhos, ambos com tradução inédita e direta do grego por Maria Aparecida de Oliveira Silva, responsável, também, pela apresentação e notas e pelos títulos programados para abril: Como Tirar Proveito dos Seus Inimigos e Como Distinguir o Inimigo do Bajulador.
CRÔNICA
Todas as terças
O escritor Henrique Rodrigues substitui o jornalista José Castello a partir de terça no site Vida Breve, dedicado ao exercício da crônica. Os textos serão publicados semanalmente.
ARTESANAL
Feito na Índia

Criação
, de Bhajju Shyam e Gita Wolf, é o próximo título da série feita pela WMF Martins Fontes com a indiana Tara Books. A obra, em tiragem limitada e impressão em silk-screen em papel artesanal, traz histórias de comunidade Gonde, na Índia central, sobre o ciclo da vida.

ROMANCE
O retrato da mulher
Há tempos a Dublinense buscava um título que concentrasse os temas do catálogo da editora feminista sul-africana Modjaji. Encontrou Do Not Go Gentle, da jovem Futhi Ntshingila, um romance que acompanha a trajetória de mãe e filha na machista África do Sul. Abismo social e aids são algumas das questões do livro previsto para agosto.


POESIA
Estreia no País
Duplo Autorretrato com Espelho, da canadense Kathleen McCracken, será lançado pela Ex Machina com a presença da autora em abril. A obra reúne sete coletâneas e poemas inéditos. Confira um dos poemas da obra, com tradução de José Roberto O’Shea:
Vai voar?
Quem garante que estas frágeis asas
vão suportar o peso de tanto ar
que o motor vai atingir uma potência máxima
o lastro bem distribuído
que todos os cálculos somam
algo seguro?
Cabos gemem qual cordas de violino
ou cigarras cantando no calor
a cauda trepida -
uma pipa de menina, uma libélula
e gravadas na fuselagem
autobiografias
aquele alumínio rarefeito
uma folha de pergaminho aéreo.
Voamos com fé, tu dirias
mas tudo o que sempre saberei com certeza
é que quando o dia chegou
- dourado sagrado, azul anunciação -
o vento ficou em sua jaula e eu
não esqueci de beijar tua alma.
*********
http://cultura.estadao.com.br/blogs/babel/depois-de-livro-hilda-hilst-e-lembrada-com-exposicao-em-sao-paulo/
Postar um comentário