sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Tédio, João de Jeus Paes Loureiro



Tédio
João de Jeus Paes Loureiro



 
Ah! esse torpor
         à fome insaciável do passado
desconfortável dor do que era tudo
e não é nada.
                   Ah!
esse verbo peçonhento
                            ser
a se fazer agora outrora.
                            Ah! essa hora
ruminando-me pacientissimamente.
Ah!
         essa flor abrindo-se de fora para dentro
                                                        Ah! esse...
Postar um comentário