domingo, 18 de setembro de 2016

seremos outros verbos a conjugar, francisco vaz brasil



seremos outros verbos a conjugar
francisco vaz brasil



à noite
(ah, à noite...)
beberemos na fonte dos delírios
e nos abraçaremos órgãos sobre órgãos
e sorveremos, das uvas brancos vinhos
e dançaremos das músicas as mais belas
à noite
desfilaremos motivos entre sérias conversas
desnudaremos notícias e fonemas de bem querer
e ocultaremos segredos de insensatez
em ostras hermeticamente grávidas
à noite
esqueceremos de mundos;
todo conhecimento será nada e as geografias
perderão paralelos e meridianos
e recitaremos (meta)poemas sob guitarras
e invadiremos as entranhas y madrugadas
de Andaluzia e, enfim, seremos aracnídeos seres
à noite
trocaremos de pele e invadiremos silêncios
e costuraremos os lábios em tresloucados beijos
- entrelaçarei em meus dedos teus serpênteos cabelos negros
e explodiremos lágrimas em entranhas tectônicas
e escreveremos os mais intensos versos
e ficaremos sensíveis y ternamente mudos
amanhã...
amanhã, será um outro dia
e certamente seremos outros verbos a conjugar
Postar um comentário