sábado, 10 de outubro de 2015

FLORZINHA DE JAMBU, Jamil Damous



FLORZINHA DE JAMBU
Jamil Damous




(Para Dolores Coelho)

Ai florzinha de jambu
Não digo nada a ninguém
Não digo que estou sofrendo
Assim longe de Belém

Ai florzinha de jambu
Te recebi com amor
Num post do facebook
Que uma amiga me mandou

Ainda véspera do Círio
E já teu cheiro e sabor
E já até tremelicas
E Nazica nem passou

Mas amanhã de manhã
Na hora em que ela passar
Ai florzinha de jambu
Será menor meu penar

Pois sei que estarás aqui
Como Nazica também
Pois na manhã de domingo
O Rio passa em Belém
Postar um comentário