domingo, 26 de julho de 2015

Poemum nasciturus, francisco vaz brasil



Poemum nasciturus
francisco vaz brasil


Puer inamoratus sum
  
Aprendiz sou;
junto letras nas pedras,
para burilar palavras

Na oficina,
coleto as pedras virgens
- em sacos de palavras inescritas...

Sim, cinzelar frases
e enfim burilar poemas
Assim: totalmente simples,
livres, verdíssimas esmeraldas

A pedra, lapidada, se desfaz
O poema cinzelado traz:
- cristal translúcido, geométrico
Onírico, indizível, sensível

Não por ser poema
Parido pela palavra
Riscado pelo cinzel
Apenas ser um poema
para, per si, significar...
Postar um comentário