quinta-feira, 10 de setembro de 2015

terra falida, francisco vaz brasil



terra falida
francisco vaz brasil



nesta terra
 pobre e exaurida
onde nem o miserável verme
 come
eis-me aqui, já sem vida,
morto pela tristeza 
da fome

sei que seus olhos lagrimam
de tristeza e comoção
saiba que aqui poemas não rimam
pois só há ossos secos espalhados
sem enterro-missa-compaixão

fome rima
 com morte
e morte aqui
 não tem emoção...
Postar um comentário